Sustentabilidade = Holismo

Sustentabilidade não é reciclar papel ou trocar óleo de cozinha por crédito em latas de tintas. Como pode uma grande empresa se declarar sustentável se continua impactando excessivamente o mundo que a cerca. O banco do planeta, por exemplo, não tem restrições na maioria de suas linhas de crédito para projetos com alto impacto negativo social e ambiental. A reciclagem ou postos de papa-pilhas não o tornam sustentável.

Sustentabilidade também não é ambientalismo. Muitas pessoas pensam que os ambientalistas são os líderes da formação desta nova sociedade. É verdade que eles têm feito trabalhos maravilhosos em diversas áreas no sentido de diagnosticar problemas e apontar soluções. No entanto, este movimento sozinho não é suficiente para gerar este tão almejado futuro. Acho que é preciso compreender a sustentabilidade como o resultado, que está por vir, de um conjunto de movimentos, pontos de vistas e soluções complementares.

As ditaduras da década de 60 nos mostraram a necessidade de fortalecer a democracia e a liberdade de expressão. Essa foi a luta de toda uma geração, que ajudou a sociedade a avançar. O Feminismo é outro movimento imprescindível para sustentabilidade. Como seria possível um equilíbrio do sistema terra e o ser humano, sendo que o próprio ser humano, zelador do planeta, não consegue compreender a complementaridade entre homens e mulheres, pretos e brancos, ocidentais e orientais?

Martin Luther King teve um sonho e John Lennon imaginou. Mandela e Gandhi transformaram em política pública. Os hippies, a bossa nova, a tropicália e o rock and roll também trouxeram suas contribuições criativas e desrrepressoras. Hoje, todo tipo de pessoa pode contribuir seja ela atleta, médica, açougueira, monge, professora, administradora, política, mãe ou artista.

Sustentabilidade é exatamente esta colcha de retalhos que esta se formando a partir da complementaridade destas contribuições. Esta nova sociedade não é e não pode vir de apenas um dos bonitos retalhos e seu particular ponto de vista, mas surgirá como o resultado de todas as cores e tecidos. O holismo é, portanto, o melhor caminho para compreender este possível futuro. Segundo Krisnamurti, a palavra holismo vêm do inglês whole, ou seja, o todo. O que nos levou às crises foi sermos partes e individualidades. O que nos está levando às soluções é o pensamento e a prática holística.

Por: Júlio Resende Duarte
Educador, Palestrante e Consultor em Projetos.
Bolinha de Gude: Educação para sustentabilidade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s